RSS Feed

Tag Archives: Berchtesgaden

Rota Alpina Alemã – uma viagem fabulosa pelos picos dos Alpes

Posted on

Sonntagshorn_von_Norden

A Rota Alpina Alemã – um verdadeiro cinema drive-in! Seja bem-vindo ao um passeio panorâmico cheio de curvas, ao longo de 450 km no cenário deslumbrante das montanhas do sul da Baviera, de Lindau, no Lago de Constança, até Berchtesgaden, no lago Königssee. Esse roteiro reúne uma espécie de “seleção nacional” do turismo alemão, seja de carro, pedalando, ou caminhando.

O melhor das montanhas da Baviera são os lugares onde elas mostram o que há de mais típico nessa região, onde há músicos alegres tocando, gente sentada à mesa, cada um com sua caneca de cerveja, e onde os costumes ainda são preservados – e esses lugares são perfeitos também para dirigir. Se tudo isso ainda vier acompanhando de vistas formidáveis, com a sensação de que você só precisa dar um pulo para chegar do outro lado da cordilheira, então pode ter certeza de que você se encontra na Rota Alpina Alemã, em pleno salão de festas dos Alpes.

landschaft-winter-002

Como numa propaganda de chocolate

Sua companhia durante viagem serão mais de 20 lagos cristalinos nas montanhas, castelos altivos, palácios saídos dos contos de fadas, mais de 60 estâncias terapêuticas, desfiladeiros, vales, centenas de picos de montanha e campos ensolarados, onde as leiterias produzem queijos deliciosos. A rota é também um convite para desfrutar de uma culinária de altíssima qualidade e da atmosfera nos chalés, nas cervejarias que servem ao ar livre ou nos cafés aconchegantes à beira dos lagos. Mas o esporte também não fica atrás, com atividades como rafting, todo tipo de esporte aquático, parapente, ciclismo, excursionismo e escaladas ou, naturalmente, os esportes de inverno nas diversas pistas de esqui.

dsc_0082

Impossível pedir mais

Ao longo da rota, as hospedagens vão desde férias na fazenda até hotéis de luxo. Cercada de uma enorme riqueza natural e cultural, a rota explora atrações mundialmente famosas, como o pico de Zugspitze, os castelos reais perto de Füssen, os mosteiros Ettal e Benediktbeuern, o lago Chiemsee, o patrimônio mundial na igreja Wieskirche, Watzmann, St. Bartholomä no lago Königssee, o Parque Nacional dos Alpes em Berchtesgaden e muito mais.

Alpen_Bayern_Aussicht_Tegernsee_BaumgartenschneidQuem já esteve aqui sabe disso!

É recomendável parar de vez em quando, ou melhor, frequentemente para apreciar esse panorama espetacular oferecido pelos Alpes. Afinal, há poucos lugares onde é possível chegar de carro a uma paisagem digna de um cartão postal, como aqui. Na verdade, uma viagem de curta duração é pouco para a Rota Alpina Alemã!

ROTA ALPINA ALEMÃ

EXTENSÃO: 450 km

DESTAQUES:
Berchtesgaden: Watzmann, Parque Nacional,
Chiemsee: lago Herrenchiemsee, ilha Fraueninsel, mosteiro
Ettal: mosteiro
Füssen: castelo Neuschwanstein
Lindau: Lago de Constança,
Königssee: St. Bartholomä, capela Eiskapelle
Oberammergau: festival Passionsspiele
Garmisch-Partenkirchen: Zugspitze
Pfaffenwinkel: igreja Wieskirche

www.deutsche-alpenstrasse.de

Anúncios

Berchtesgaden

Posted on

Em outras dicas de viagem pela Bavária, citei Berchtesgaden, porém sempre como um ponto intermédiario ou de transição para outra atração turística. Afinal de contas, Berchtesgaden se encontra no centro de tudo de legal que acontece na Bavária, além de ter uma estrutura hoteleira fantástica.
Para que você tenha uma idéia, o Parque Nacional Berchtesgaden está como “uma das mais belas paisagens da Terra”, palavra de quem entende.

Acho que já estivesse mais vezes em Berchtesgaden, do que na casa da minha mãe para o almoço de Domingo, tamanha a proximidade do centro de Munique e das diversas opções de lazer que já citei anteriormente. De carro ou de trem é muito fácil chegar lá.
Começamos de carro, pois é só digitar “Berchtesgaden” no GPS e seguir pela Autobahn (óbvio). Porém a primeira dica surge aqui, o GPS  normalmente indica o caminho mais rápido, com isso você irá transitar  uns 15 minutos na Autobahn austríaca e consequentemente terá que comprar o “Adesivo-Pedágio” austríaco (Vignete custa uns 10 euros). Para evitar esse gasto e acredite, o tempo será o mesmo, siga as placas para “Bad Reinchhall”. Caso você perca essa entrada, pare no Posto de pedágio seguinte e compre o “Selo-Pedágio” (Vignete), pois a fiscalização acontece, mesmo que por 15 minutos em solo austriaco.
Ilustrei o mapa abaixo e você vai ver como é simples e fácil.
De trem: na Estação Central de Munique (Hauptbahnhof), os trens partem de hora em hora, com o Bayern-Ticket custando 22 Euros (Individual) e por mais 4 Euros por acompanhante. Lembrando que o limite é de 5 pessoas por ticket. Ou seja, um casal pagará 26 euros no total em um ticket válido das 6 da manhã até às 6 da manhã do dia seguinte.
Dica: se você pagar 2 euros a mais (totalizando 28, euros para o casal) você poderá usar o trem e os onibus locais. É só comprar o Bayern-Ticket Familia (mesmo a viagem sendo feita por amigos).
 O trem de Munique vai até Freilassing e de lá já parte outro para Berchtesgaden. É praticamente descer de um e entrar no outro, tudo com letreiro indicativo, tempo de espera de no máximo 5 minutos e já tudo incluso no Bayern-Ticket.
                         Trem de Munique para Freilassing
Trem de Freilassing para Berchtesgaden
Chegando em Berchtesgaden você poderá ir para a Montanha Kehlstein e visitar Eagle Nest “Ninho da Aguia” (já escrevi sobre isso aqui), ir para Königsee(também já escrevi sobre isso), além de um city-tour em Berchtesgaden.

Berchtesgaden é cercada de montanhas, além do ar limpo vindo das montanhas, o sal e os lagos da região também possuem um papel importante nos tratamentos de saúde naturais oferecido pelas clínicas da região. Salzheilstollen, é um spa debaixo da terra, em uma mina de sal. As terapias oferecidas incluem tratamentos para bronquite asmática, febre do feno, sinusite, trato respiratório super-sensível, problemas de pele, insônia, zunido, depressão, esgotamento físico e stress.

Salzheilstollen é um programa para toda a familia, pois é conhecido como um “Centro de Aventura” dentro da maior e mais moderna Mina de Sal do Mundo. Um trenzinho leva os visitantes para as profundezas da montanha onde a mina é apresentado de uma forma mística por meio de luz, cor e som – uma “catedral de sal” impressionante aparece diante dos olhos dos visitantes. Todas as dúvidas sobre o Sal são respondidas de forma bem lúdica no “Laboratório de Sal. O espelho lago, a 150 metros abaixo da superfície, recebe os visitantes em um ambiente sereno. Em uma composição fascinante de luz e som, a balsa atravessa a água e leva os visitantes para a margem oposta, sob um céu artificial de cristais de sal.

Maiores informações sobre valores e horários de funcionamento no site:http://www.salzheilstollen.com/
Para os interessados em “Schnapps“, não deixe de visitar a Destilaria que segue a mais tradicional e conhecida receita. A destilaria produz não só a Schnapps, mas também para mais de 20 outros licores alpinos. Por ano, cerca de 100 mil visitantes de todo o mundo visitam o mundo interessante desta pequena destilaria de Unterau. A visita inclui um passeio pela destilaria, um filme interessante, degustação e uma loja bem abastecida com muito mais do que apenas garrafas.

Maiores informações sobre valores e horários de funcionamento no site:www.grassl.com

Berchtesgaden situa-se no meio de um vale e na base da Montanha Watzmann. De acordo com a lenda local, uma perversa família real que vivia na região, foi transformada em rocha por Deus como punição.
Na caminhada pela cidade você encontrará Markplatz (praça central), atravessando um arco do século 16, chega-se à Schlossplatz “Praça do Castelo” com algumas das mais antigas construções locais, a Igreja “Stiftskirche”.

Se você procura paisagens encontradas apenas em “protetores de tela” do seu computador, Berchtesgaden é uma das melhores opções. O Parque Nacional foi declarado Reserva da Biosfera pela Unesco em 1990,  fauna inclui mais de 100 espécies de pássaros, 15 tipos de peixes e animais raros, como o cabrito montanhês, reintroduzido na região nos últimos 30 anos.

Uma rede de trilhas de aproximadamente 230 km o transforma num verdadeiro paraíso para contempladores da natureza, amantes do montanhismo e do esqui e também para artistas.

Uma dica legal para quem quiser pernoitar na região, fugindo um pouco das tradicionais pousadas da região é ir ate “Stahlhaus“. O local é muito procurado pelos praticantes de Trekker. Afinal de contas, essa cabana fica a 30 minutos da estação de teleférico que está no topo do Jenner.  Essa cabana é toda de madeira, possui 24 camas e mais de 70 colchões, extremamente limpa e com ótimos preços. Por questão de higiene, deve-se levar também um lençol e uma capa de cobertor. Localizada na fronteira entre a Alemanha e a Austria, funciona o ano inteiro. Se quiser reservar ou obter maiores informações sobre o local: http://www.carl-von-stahl-haus.com/

De Stahlhaus partem diversas trilhas para escalar as montanhas nos arredores ou fazer caminhadas de vários dias pelo parque, inclusive até o lago Funtensee, o ponto mais frio da Alemanha. A decida no dia seguinte, até o estacionamento de Jennerbahn, dura cerca de 2 horas a pé, ou se preferir, utilize os teleféricos de Jennerbahn. Informações sobre horários e valores no website: http://www.jennerbahn.de/de/home/
Se a sua opção é pernoitar em Pousadas mais tradicionais, com quartos e banheiros privativos, não faltará opções na base da Montanha Jenner, exatamente num raio de 5 minutos à pé da Estação de partida dos Teleféricos, próximo ao grande estacionamento.
São diversas opções de quartos e preços. A média de preços é de 70 euros por casal com café-da-manhã incluso. Lojas de Souveniers e restaurantes estão em uma rua que liga o estacionamento ao lago de Königsee.

Quem prefere fazer caminhadas curtas em vez de uma longa e cansativa, pode, por exemplo, emendar uma visita a Ramsau, a 10 km do centro de Berchtesgaden. A principal atração deste pequeno povoado com menos de 2.000 habitantes é a Igreja de São Sebastião e São Fabiano.
Com a montanha Reiteralpe ao fundo, é um dos mais belos cartões-postais da Baviera. Sua fama mundial se deve ao fato de ser nos selos dos Correios Alemães.

Próximo a Igreja encontramos o lago e a região de Hintersee, ponto de partida para caminhadas a diferentes pontos do parque, uma delas leva à Schärtenalm, a 1362 m de altitude.

A Schärtenalm é um rancho transformado em rústico restaurante panorâmico, que oferece pratos típicos, como o Kaiserschmarrn (panqueca em pedaços), cerveja, refrigerantes, café e tortas deliciosas.

Quem quiser dormir mais uma noite nas alturas, precisa caminhar mais uma hora até a cabana Blaueishütte, na trilha que vai em direção à Blaueis (Geleira Azul), a geleira mais setentrional dos Alpes.

Eagle Nest “Ninho da Águia”

Posted on

Berchtesgaden

Em 4 de maio 1945, a Terceira Divisão de Infantaria atingiu a cidade turística de Berchtesgaden e de lá tomou um caminho estreito até Obersalzberg, uma subida com cerca de 1.200 metros. A captura do “Ninho da Águia” seria simbólica, pois os 315 bombardeiros britânicos já haviam pulverizado praticamente todo o complexo nazista. Além da possibilidade de capturar lideres do Terceiro Reich, era uma questão de honra para os soldados americanos. Algo semelhante aconteceu com a bandeira em Iwo Jima, em Fevereiro daquele mesmo ano. Isso sem contar com as Adegas do Marechal Hermann Göring, que construiu uma casa de férias perto do Berghof.
A subida ate o “Kehlsteinhaus” (Ninho da Águia) é um passeio inesquecível, tamanha a beleza do local Quando você chega no topo da montanha, você entende o motivo de Hittler ter passado grande parte de seus 12 anos como Führer (às vezes até 06 meses em 1 ano), em uma casa chamada de Alpine Berghof. Todo o vale do Berghof foi o Untersberg, uma montanha que se diz conter a alma imortal do imperador Carlos Magno, que havia conquistado a maioria da Europa cristã no Século IX.
Dica importante: o “Ninho da Águia” NÃO funciona no Inverno !
A estrada de acesso ao topo da montanha é estreita, feita somente pelos ônibus credenciados.
Para esse passeio, temos dezenas de empresas turisticas que operam na região e cobram uma média de 100 euros por pessoa, isso mesmo..100 EUROS ! (trem até Berchtesgaden, ticket do onibus e guia).
A dica que posso passar é ir na Estação Central (Hauptbahnhof), comprar o “Bayrisch Ticket” para o trem.
Com esse “ticket da Bavária” você e mais quatro pessoas poderão ir ate Berchtesgaden e voltar por 29 euros (válido de 6 da manhã até às 6 da manhã do dia seguinte). Essa viagem de trem tem a duração de mais ou menos 1 hora.
Nesse vídeo que fiz, você pode ter uma ideia de como é essa viagem
Na estação de Berchtesgaden, tem onibus saindo a cada 20minutos para Obersalzberg. Esse onibus já está incluso no “Bayrisch Ticket”. Essa viagem tem a duração de 20 minutos.
Chegando em Obersalzberg, temos o “Dokumentation Obersalzberg“. Além de ser o ponto de partida do tal ônibus que irá percorrer os 1200metros de subida até “Eagle Nest”, temos diversos documentos e fotos da época, e visitação aos acessos do bunker. Se não me engano, o ticket para esse “Centro de Documentação” custa uns 3 euros e o ônibus uns 15 euros.
Nota: “Com base no acordo entre o governo do Estado da Baviera e as forças americanas ocupacionais, as ruínas do Berghof, as casas de Göring e Bormann, a creche, o quartel da SS, a Kamphäusl chamado (onde Mein Kampf, vol . 2 foi escrito) e casa de chá de Hitler foram explodidos. Assim como bunker de Hitler em Berlim, o governo não quer deixar monumentos que poderiam se tornar locais de peregrinação para os neonazistas”.
IMPORTANTE: A estrada que dá acesso a Eagle Nest é estreita e feita apenas pelos onibus credenciados no local. Por questões de segurança, a estrada é fechada normalmente, em Novembro e reabre no fim de Março/Abril. Não existe uma data anual certa, tudo depende das condições climáticas locais. De qualquer forma, o aviso com as datas é publicado no site com umas duas semanas de antecedência.
Maiores informações no site: