RSS Feed

LONDRES

Posted on

Mesmo meu blog tendo Munique como tema principal, resolvi ampliar um pouco mais as fronteiras sobre as minhas dicas de viagem. Nesse caso, vamos para Londres. Se você nunca esteve em Londres, prepare-se. Tenho certeza de irá se surpreender muito com o essa cidade.  A minha chegada em Londres foi pelo aeroporto Standsted e seguindo de metro ate o centro da cidade. Admito que nesse aspecto, o metro de Munique é infinitamente melhor, mais limpo e mais fácil de ser usado. Ainda sim, o metro de Londres é referência mundial pois atinge todos os pontos da cidade.

Procurei desembarcar na estação mais central possível, por isso optei pela “Oxford Circus“. Eram 18hs de uma Sexta-Feira, tente imaginar as milhões de pessoas transitando ao meu lado, todas as luzes acessas, vitrines decoradas,..fiquei 30 minutos parado no mesmo lugar, tentado assimilar tanta informação.

Passado esse periodo de adaptação, tratei de procurar um hotel ou hostel. Para minha surpresa, tudo lotado. Isso mesmo, em pleno Outubro, sem qualquer feriado ou data festiva e tudo no “centrão” estava lotado. A opção foi começar a me afastar do centro, infelizmente. Consegui um Hostel em “Canada Water”, com quarto individual e café-da-manhã.

Segunda etapa era resolver o translado na cidade. Optei pelo ”London Oyster Card“, que nada mais é que um cartão magnético que te dá direito de usar onibus e metro, 24 horas, 7 dias da semana. Esse cartão é carregado de acordo com o periodo que você irá permanecer na cidade e com uma taxa de 5 Libras para ter o cartão. Lembrando que essas 5 libras serão devolvidas ao final da sua viagem, quando devolver o cartão nos Postos de Atendimento de Waterloo Station ou Liverpool Station. A média é de 5 libras por dia de uso, portanto 1 semana (7 dias) será faixa de 35 libras. Caso você compre o de 1 semana e utilize apenas 4 ou 5 dias, a diferença será será devolvida juntamente com as 5 libras pagas pelo cartão.

Até esse momento, tudo poderá ser feito com cartão de débito e/ou cartão de crédito. As libras deverão ser compradas depois de algumas pesquisas e de preferencia em lojas do centro. Fuja das casas de cambio do aeroporto, pois todas cobram comissões e trabalham com as piores cotações. Todas as casas de câmbio do centro funcionam 7 dias da semana, de 9 às 22. Particulamente eu vacilei nesse aspecto, pois fiquei com receio dessas lojas não funcionarem no final de semana. A outra dica, é ir comprando as Libras aos poucos, conforme a demanda.

Passeios: Londres é uma cidade extremamente cultural, com dezenas de museus e locais emblemáticos.
A dica é pegar aquele “City Tour” de onibus, com guias em todos os idiomas (inclusive português), no qual você embarca e desembarca quantas vezes quiser e conhece os pontos turisticos de maior interesse. Acredite, esse passeios foram as melhores idéias para turistas, pois além de poupar tempo, você conece praticamente tudo sem gastar a sola do sapato.

Locais a visitar: obviamente que London Bridge, Big Ben, Palácio de Buckingham, London Eye (enorme Roda-Gigante), Catedral de St Paul’s e Westminster, … são paradas obrigatórias. Porém não se esqueça dos museus. Que além de serem uns dos melhores do mundo, muitos são de graça.

Museu Imperial de Guerra (IWM) em Londres tem um acervo que cobre todos os conflitos envolvendo a Grã-Bretanha no século XX e XXI.
Endereço: Lambeth Road
Estação de Metrô: Waterloo
Horário: 10 às 18hs

Museu de História Natural de Londres (Natural History Museum). Fundado em 1881, possui itens relacionados a Botânica, Entomologia, Mineralogia, Paleontologia e Zoologia. Resumindo: bom para quem gosta de ver dinossauros e ossos e aprender mais sobre o desenvolvimento da fauna e da flora no mundo.
Endereço: Exhibition Road
Estação de Metrô: South Kensington
Horário: 10 às 18hs

Museu de Ciência conta a história da ciência através de exemplos práticos, com fotos, vídeos, computadores, hologramas e todo tipo de engenhosidade imaginável. Oferece também sessões de cinema IMAX 3D, com entrada à parte.
Endereço: Exhibition Road
Estação de Metrô: South Kensington
Horário: 10 às 18hs
Não deixe de visitar as outras atrações pagas de Londres: Imperial War Museu Duxford (Museu de Aviões), HMS Belfast (navio de Guerra usado na II Guerra e ancorado no Rio Tâmisa), Madame Tussaunds (Museu de Cera), The London Dungeon (Casa do Terror), Sea Life, ..
http://www.youtube.com/watch?v=8x2dN-uEDr8
Para os amantes da arquitetura, Londres é um prato cheio. O contraste de prédios do século XIX, com prédios modernos é encontrado a cada quarteirão caminhando pelo centro.
O 30 St Mary Axe, também conhecido como Gherkin (em inglês: “Pepino”) foi projetado por Norman Foster, e construído entre 2001 e 2004.

London Bridge Tower, também conhecida como “The Shard” (em português, caco de vidro), é um projeto do italiano Renzo Piano, com 309,6 m de altura. No projeto, 72 andares de um prédio multiuso. Do térreo ao 33º piso, ela será ocupada por escritórios e restaurantes, enquanto o Shangri-La Hotel e Spa ocupará do 34º ao 52º pavimento, com 200 suítes. Os últimos andares abrigarão galerias e mirantes.
Os andares mais concorridos – e caros – vão do 53º ao 65º, onde 10 apartamentos de alto luxo estão à venda por preços que variam entre 37 e 62 milhões de euros.
Alguns detalhes impressionantes da torre:
– vista panorâmica de 360° para a cidade;
– os apartamentos avistam o mar nos dias de céu limpo, quando a visão alcança até 66 km a distância;
– mais de 95% dos materiais de construção utilizadas durante a obra são recicláveis;
– entre estes materiais, estão os quase 11 mil painéis de vidro de sua fachada, que totalizam uma área equivalente a oito campos de futebol;
– São ao todo 44 elevadores para que os visitantes possam circular pelo edifício.

Lloyd’s building foi projetado pelo arquiteto Richard Rogers e construído entre 1978 e 1986. Tal como o Centro Pompidou (projetado por Renzo Piano e Rogers), esse edifício foi inovador desde suas escadas e elevadores, até suas canalizações de água do lado de fora, deixando um espaço interior limpo e organizado. Os 12 elevadores de vidro foram os primeiros de seu tipo no Reino Unido. Como o Centro Pompidou, em Paris, o edifício foi muito influenciado pelo trabalho de Archigram da década de 1950 e 1960.
O edifício é composto por três torres principais e três torres de serviços em torno de um espaço central, retangular. Seu ponto principal é o “Underwriting” no piso térreo, que abriga o famoso Sino Lutine . A Sala de “Underwriting”, muitas vezes simplesmente conhecido como “O Quarto”, é formado por galerias e um átrio iluminado naturalmente através de um enorme abobadado telhado de vidro. As primeiras quatro galerias abrem-se para o espaço de átrio, e estão ligados por escadas rolantes através da estrutura. Os andares mais altos são envidraçados, e só podem ser alcançados através dos elevadores externos.

Piccadilly Circus é um dos principais cruzamentos em Londres, sendo um local perfeito para ponto de encontro, além de ser uma atração turística famosa de Londres. Com a estátua de Eros e os Outdoors de LCD na fachada de um de seus prédios que ficam em frente a praça de Piccadilly, se torna um programa ideal para o fim de tarde. Estação de Metrô Piccadilly Circus.

Oxford Circus é um dos principais centros de compra de Londres. Formado pela junção da Regent Street com a Oxford Street, este cruzamento em forma de “x” e não de cruz, como de costume, representa a centro das compras, das lojas de marca e da agitação dos londrinos. Todo ano, mais ou menos 40 milhões de pessoas passam pelas lojas de Oxford Circus.

Oxford Circus foi concebida no início do século 19, projetada pelo arquiteto John Nash. Desde então é um local que faz parte da história da cidade. Exatamente abaixo da interseção das ruas fica a Oxford Station, a famosa estação de metrô que foi incendiada em 1985 devido a um cigarro, o que acarretou a proibição do fumo em toda a rede do underground londrino.A Oxford Street tem a fama de ser a mais visitada rua de compras da Europa. A maioria das lojas abre entre 9 e 10h e fecham por volta das 20h. A maioria também funciona aos domingos.

Algumas lojas que se encontram na Oxford Street: Selfridges, Primark, M & S, HMV, Evans, Wallis, Barratts, Swishy, Dorothy Perkins, Next, New Look, Boots, Russell and Bromley, Clarks, River Island, Marks and Spencer, French Connection, Jane Norman, Accessorize, Gap, The Body Shop, The Disney Store, Debenhams, Sunglass Hut, Fossil, House of Fraser, John Lewis, BHS, Zara, Nike Town, Urban Outfitters,Schuh, Office, Uniqlo, Scoccer Scene, Aldo, Esprit, The Suit Company… Essas são apenas algumas delas.

clima em Londres é imprevisível. Em pleno inverno entre dezembro e fevereiro a temperatura pode descer abaixo de 0º C. Enquanto que no verão entre junho e agosto a temperatura raramente chega a 30º C, mantendo-se abaixo de 25º C a maior parte do tempo.
Em Outubro, por exemplo, amanhece um céu azul, nuvens ao meio dia e chuva no final de tarde, com noites estreladas. Portanto vale a pena ter uma sobrinha na mão, ou um casaco impermeável, pois a chuva geralmente é leve, como uma garoa paulistana.

mapa abaixo do Metro de Londres será importantíssimo em sua viagem. Não se esqueça que o metrô encerra suas atividades as 00:30hs e retorna o funcionamento às 04:30hs. Linhas de ônibus noturnos se encarregam de cobrir esse horário de pausa do metro.

About Leo Cunha

Olá, me chamo Leo Cunha, sou arquiteto, nascido e criado no Rio de Janeiro e morando desde 2010 em Munique (Alemanha). Além de dicas, fotos e curiosidades, tentarei expor alguns relatos de viagens que fiz e ainda faço pela região do Sul da Alemanha (Bavaria), e pela Europa. Escrevendo de forma descontraída, espero conseguir contar o que vivi, conheci e aprendi por aqui. A idéia é fazer artigos ilustrados com informações simples, fáceis e úteis a qualquer visitante. Lembrem-se, estarei relatando unicamente minha experiência e opinião. Portanto não espere um relato imparcial e completo. Além disso, nao trabalho com turismo, e nao recebo nenhum centavo por escrever qualquer artigo. Se quiser ajudar, contando sua experiência, aventura, criticando, sugerindo,..seja bem-vindo

2 responses »

  1. I don’t even know how I stopped up right here, but I assumed this publish used to
    be great. I do not know who you might be but definitely
    you are going to a well-known blogger for those who aren’t already.
    Cheers!

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: